Substitutos tentam acordo, mas professores não falam em fim da greve na UEPB

Resultado de imagem para UEPBA Comissão Representativa de professores substitutos da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) se reuniu com o reitor Rangel Júnior, nessa quarta-feira (21) a fim de estabelecer a volta das aulas no próximo dia 3 de julho, porém o comando de greve do Sindicato dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (Aduepb), sinaliza que a greve não deve acabar. Comente no fim da matéria.

Os professores da Universidade Estadual da Paraíba entraram em greve por tempo indeterminado no último dia 12 de abril, exigindo que o governo do Estado negocie as perdas salariais dos docentes e não limite os gastos da instituição, contra a redução de vagas na instituição e exigindo o cumprimento da lei de autonomia da UEPB. 

De acordo com o segundo tesoureiro da Aduepb, Edson Holanda, a Comissão formada pelos professores substitutos não representa a integralidade da classe. “Esse acordo não representa todos os substitutos, até porque existem 433 professores nessa situação na UEPB e apenas 128 participaram do acordo”, disse o professor Edson Holanda.

Ainda de acordo com Edson, o corpo docente só irá retorna à universidade após uma Assembleia Geral que debata todos os assuntos que envolvam a greve. “Nós somos veementemente contra o fim da greve só de uma parte dos professores. As situações precisam ser resolvidas em sua integralidade”, finalizou o tesoureiro.

Fonte: Luís Eduardo Andrade-Portal Correio
Compartilhe este artigo :
 
BLOG - JEFTE NEWS 2013
Blog Filiado a Rede Sertão-PB