Revisão: aposentados por invalidez podem ser convocados em agosto pelo INSS

Resultado de imagem para aposentados por invalidezOs segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com menos de 60 anos, que recebem a aposentadoria por invalidez e estão há mais de dois anos sem revisão, devem começar a ser convocados para a perícia do pente-fino em agosto. A previsão é do diretor sindical da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), Luiz Argolo. Segundo ele, se as perícias de revisão dos auxílios-doença continuarem no ritmo atual, é possível que as convocações comecem no início do segundo semestre. Porém, o Ministério do Desenvolvimento Social, ao qual o INSS está vinculado ainda não tem uma data definitiva.

Desde o início das perícias de revisão em benefícios, á foram revisados 37.323 auxílios-doença de 108.643 pessoas convocadas por meio de carta. No total, serão chamados 530.191 mil beneficiários com auxílio-doença e 1.175.916 aposentados por invalidez. Nesse período, o pente-fino já proporcionou uma economia de R$ 715.432.233 ao Fundo da Previdência. Os recursos são referentes ao cancelamento de mais de 43 mil benefícios de auxílio-doença, autorizados pelas Medidas Provisórias 739, de julho de 2016, e 767, de janeiro de 2017.

De acordo com especialistas, os trabalhadores devem manter em dia relatórios e exames, para aumentar a possibilidade de manter os benefícios.

— O segurado que se encaixa nas regras de convocação do governo para o pente-fino precisa ficar atento e manter em dias os laudos que comprovem a incapacidade para o trabalho. Vale destacar que, ter mais de um relatório atestando a doença, é bastante interessante, pois o perito do INSS terá uma outra opinião sobre a doença do segurado — alerta o advogado Luiz Felipe Pereira Veríssimo, do Instituto de Estudos Previdenciários (Ieprev).

A convocação, conforme alerta o INSS, será feita por meio de carta com aviso de recebimento. Após o comunicado, o segurado terá cinco dias úteis para agendar a perícia pelo número 135. No caso da revisão nos auxílios-doença, que está em andamento, o beneficiário que não atender a convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso. Para reativar o auxílio, ele deverá procurar o INSS e agendar a perícia.

Fonte: Extra
Compartilhe este artigo :
 
BLOG - JEFTE NEWS 2013
Blog Filiado a Rede Sertão-PB