Paraíba tem 2ª maior redução da distorção 'idade-série' no ensino fundamental

Número de estudantes na Paraíba fora da idade ideal em relação à série caiu de 44% em 2007 para 26% em 2015, segundo estudo (Foto: Arquivo/Alex Araújo/G1)A Paraíba apresentou a segunda maior redução do Brasil na distorção da idade-série no ensino fundamental em um espaço de oito anos, entre 2007 e 2015. Conforme estudo divulgado pelo movimento Todos Pela Educação (TPE) nesta quarta-feira (5), o número de estudantes na Paraíba fora da idade ideal em relação à série caiu de 44,2%, em 2007, para 26,8%, em 2015, um queda de 17,4%, ficando atrás apenas do Mato Grosso, que teve uma redução de 18,5%.

O dado que aponta a redução faz parte dos relatórios das metas 1 e 4, estabelecidos pelo Todos Pela Educação, que prevêem toda criança e jovem de 4 a 17 anos da escola e todo jovem de 19 anos com o ensino médio concluído, respectivamente. Ainda sobre o desempenho no levamento relacionado ao ensino fundamental, a Paraíba foi um dos seis estados brasileiros a conseguir atingir a meta de conclusão entre alunos do ensino fundamental em 2015, com 71,3% dos alunos.

Em contrapartida, o estado registrou a quarta maior taxa de abandono escolar no ensino fundamental no país. De acordo com o estudo do TPE, 4,2% dos alunos abandonaram a escola no decorrer de 2015, sendo o 6º ano a série que apresentou o maior índice (8,2%).
Entre estudantes de 4 a 5 anos, a taxa de frequência às aulas foi de 91,6%, enquanto entre alunos de 6 a 14 anos a mesma taxa foi de 97,8%, faixas etárias que compreendem o ensino fundamental. No total, conforme o estudo, a Paraíba apresentou uma taxa de atendimento escolar de 93,3% entre estudantes de 4 a 17 anos em 2015, superando o índice de 2014 (91,7%).

Ensino Médio
A Paraíba também se destacou na redução da distorção da idade-série no ensino médio, conforme dados do Todos Pela Educação. Entre os anos de 2007 e 2015, o estado reduziu em 25,5% a distorção da relação entre a idade e a série do estudante no ensino médio. A diminuição no índice foi a quarta maior do país, ficando atrás de Pernambuco (-30,3), Piauí (-28,3) e Alagoas (-27,9). Em oito anos, a distorção caiu de 58,3% dos alunos em 2007 para 32,8% em 2015. Sobre a taxa de conclusão no ensino médio em 2015, a Paraíba apresentou uma taxa de 51,3% de conclusão dos estudos entre estudantes de até 19 anos.

Importância da redução
A pedagoga Eliene Dias, articuladora da ONG Projeto Beira da Linha no bairro do Alto do Mateus, em João Pessoa, comentou que a redução da distorção idade-série tem impacto direto na diminuição do envolvimento de crianças e adolescentes em delitos. "A redução da distorção [idade-série] é positivo também por facilitar na inserção de mais pessoas no mercado de trabalho, uma vez que a distorção leva a evasão escolar. A criança e o adolescente que não está na escola tende a se envolver mais facilmente com o tráfico", comentou.

Fonte: G1PB
Compartilhe este artigo :
 
BLOG - JEFTE NEWS 2013
Blog Filiado a Rede Sertão-PB