Dados do SES: Paraíba tem um caso de tuberculose registrado a cada oito horas

Resultado de imagem para caso de tuberculoseA cada oito horas surge um novo caso de tuberculose na Paraíba. Apesar de ter cura, o número de diagnósticos se mantém estável. Este ano, foram 176 pessoas identificadas com a doença, Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Nesta sexta-feira (24) pela manhã, a Secretaria Municipal de Saúde realizou atividades educativas em alusão ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose no Parque da Lagoa.

Estudantes de enfermagem e nutrição realizavam medição de pressão arterial, índice de massa corporal e orientações de saúde, com distribuição de material educativo. A comerciante Francisca Silva, 68, que é hipertensa, ficou feliz em saber que a pressão está normal. “Tomo medicamento controlado porque é alta, é uma coisa muito boa estar normal, uma beleza. Sempre que há ações eu participo”, comentou.

José Judivan Tomaz, 54, confessa que não possui rotina de cuidados médicos. “Vi na TV que teria essa ação e vim participar, porque não gosto muito de médico. Faz uns 15 anos que não vou, só quando adoeço mesmo. Nunca sinto nada. Medi a pressão, está normal. As orientações foram boas, me recomendaram baixar mais 4 kg. Mas, estou me sentindo bem, não tenho nenhum problema de saúde, nunca fumei”, contou o agricultor.

O motorista Paulo Roberto Oliveira, 60, ressaltou que também não tem o hábito de ir ao médico. “É muito difícil passar por uma bateria. Sou muito relaxado, hipertenso, mas, também não tomo remédio. Só me sinto mal quando há contrariedade. Eu ia passando pela Lagoa e parei aqui para dar uma checada”, disse.

Ainda mata. Apesar de ter cura, a coordenadora de Tuberculose e Hanseníase da Secretaria de Saúde de João Pessoa, Eveline Vilar, alerta que é uma doença grave e que ainda mata. O tratamento dura seis meses e o diagnóstico é feito em 24 horas. “É endêmica e silenciosa, permanece no patamar. O importante é identificar os novos diagnósticos para quebrar a cadeia de transmissão. Ataca principalmente o pulmão, mas, pode acometer qualquer órgão. Se não tratar, mata. Em João Pessoa, 74% são curados.

Rede será ampliada
Apenas João Pessoa e Campina Grande fazem parte da Rede de Teste Rápido da Paraíba, com três locais. Este ano, a Secretaria de Estado da Saúde irá ampliar o serviço em Patos e Sousa. “O Estado da Paraíba, além de outras ações específicas, realiza anualmente duas campanhas alusivas a tuberculose, com foco nas ações de enfrentamento e controle da doença. Uma acontece no mês de março, apoiando os municípios na execução de suas atividades programadas e voltada para a População Privada de Liberdade, em 2017 estamos na III Campanha Estadual”, disse a assessoria em nota.

Fonte: Exatas News
Compartilhe este artigo :
 
BLOG - JEFTE NEWS 2013
Blog Filiado a Rede Sertão-PB