Ricardo admite conversar com Cartaxo pela PB e aponta manipulador de rinha de galo na oposição

O governador Ricardo Coutinho (PSB) não descartou, nesta quarta-feira (07), a possibilidade de conversar sobre eleições com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD). A declaração dada durante solenidade de entrega da reforma da Escola Estadual Cidadã Integral Compositor Luís Ramalho, em Mangabeira, veio em meio a críticas à gestão municipal de João Pessoa, mas deixou aliados e adversários de orelha em pé.   

“Em função dos interesses da Paraíba, eu sou obrigado a discutir com todos os agentes que queiram discutir comigo; os que não querem, também, eu não chamo. Mas os que querem discutir comigo, eu sou obrigado a discutir porque – é uma questão óbvia – eu olho para o estado da Paraíba, se for para construir o que seja melhor para esse Estado, com conteúdo, começo, meio e fim, com respeito ao dinheiro público, às políticas públicas, se for para isso, eu converso com todos aqueles que porventura queiram conversar comigo”, afirmou Ricardo. 

O governador também fez uma análise dos atritos internos no campo da oposição e sugeriu que existe no grupo um manipulador, jogando uns contra os outros. “Eu acho que a oposição não é homogênea, eu disse isso há quatro meses atrás, tá cheia de blefe, evidentemente, e no final das contas tem alguém manipulando todo mundo por trás, botando todo mundo para brigar, como se fosse rinha de galo, que é proibido, porém, na política parece que deixam, botando todo mundo para brigar na oposição para no final sair como unificador”, disse Ricardo. Ele não apontou quem seria o manipulador, mas disse que não é o senador José Maranhão (MDB).

Ricardo também fez referência aos seis anos do governo de Cássio Cunha Lima (PSDB) no Estado. “Se você fizer uma pesquisa aqui em Mangabeira, no Pedregal ou lá em Cajazeiras, ou em qualquer canto da Paraíba, as pessoas não lembram de uma única intervenção feita, simplesmente porque não teve, o dinheiro não chegava na ponta, reforma de escola era três sacos de cal, três toneis de água”, disse, afirmando que não havia compromisso do Governo.

Por isso, Ricardo também defendeu que não haja retrocessos na Paraíba, sobretudo na Educação. Mas ele afirmou não acreditar que isso vá acontecer. “Eu acho que nós vamos ganhar bem as eleições, modéstia à parte, eu acho que o acúmulo que o povo do Estado construiu não vai ser jogado fora”, afirmou, destacando os avanços da Paraíba. 
“Eu não creio que alguém vá apostar em alguém que não tem o que mostrar, alguém que está governando que não consegue mostrar nada”, disse. 

Fonte: Redação
Compartilhe este artigo :
 
BLOG - JEFTE NEWS 2013
Blog Filiado a Rede Sertão-PB