Aprenda como escolher e conservar os queijos minas, muçarela e prato

Aprenda como escolher e conservar os queijos minas, muçarela e pratoÉ necessário ter atenção na hora da compra dos queijos. É pensando nesse cuidado que a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) e da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), indica os cuidados que devem ser tomados.

No Brasil, cerca de 60% da produção leiteira é destinada para fabricação de queijos. O queijo muçarela corresponde a 28,4%, o queijo prato a 19,9% e o minas frescal a 5,2%. A pesquisadora do Ital Darlila Aparecida Gallina e a nutricionista da Codeagro Etelma Maria Mendes Rosa falam sobre os cuidados na compra desses três queijos muito consumidos.

No mercado:
Na hora de comprar o queijo, há três principais características que devemos observar com cuidado: armazenamento, temperatura e validade. A escolha dependerá de cada tipo de queijo.

Queijo Minas Frescal (QMF):
– O QMF deve ser mantido a uma temperatura menor que 8ºC.
– Recomenda-se acondicionar a temperaturas inferiores para garantir uma melhor durabilidade do produto (2-4ºC).
– A validade é determinada pelo fabricante, de acordo com a qualidade do produto e condições de armazenamento.
– O QMF é um queijo bastante perecível, devido ao seu alto teor de umidade.
– A durabilidade média é de 10 a 20 dias, dependendo da qualidade do leite e do processo de fabricação.

Queijo Muçarela
– O queijo muçarela deverá ser mantido a uma temperatura menor que 12ºC.
– Atenção: para queijos muçarela com teor de umidade entre 50% e 60%, a temperatura não deverá exceder 8ºC.
– A validade é determinada pelo fabricante, de acordo com a qualidade do produto e condições de armazenamento.
– A durabilidade média do queijo muçarela é de 90 dias.
– Dependendo da qualidade do leite e do fabricante, o prazo de validade do queijo muçarela pode chegar a 120 dias.

Queijo Prato
– O Queijo Prato deverá ser mantido a uma temperatura menor que 12ºC.
– A validade é determinada pelo fabricante, de acordo com a qualidade do produto e condições de armazenamento.
– Dependendo da qualidade do leite e do fabricante, o prazo de validade do queijo prato pode chegar a 210 dias.

Como escolher?
Em geral, quando o queijo estiver fatiado, observar além da validade e da refrigeração, se há gotículas de água dentro da embalagem. Se houver, significa que o queijo sofreu oscilação de temperatura, não sendo recomendável a compra.

No caso do queijo minas, às vezes nota-se um pouco de viscosidade. Neste caso, mesmo que o queijo esteja no prazo de validade, é recomendável não o comprar, pois o sabor do alimento pode estar comprometido. Já para os queijos porcionados, sempre observar se a peça está fresca.

Cuidados para o consumo
– A validade que consta na embalagem é referente ao produto fechado. A partir do momento em que os laticínios são abertos, a validade é de até 3 dias em refrigeração.
– Ao comprar uma peça grande, é recomendável cortar a quantidade que será consumida e porcionar o restante para o congelamento. Deve-se colocar as porções em embalagens próprias para congelamento, tirar o ar, vedar e colocar etiquetas com a validade e a identidade do produto.
– Evitar congelar os queijos minas frescal e ricota.
– Quando aparecer bolores no queijo, significa que todo o alimento está contaminado. Por isso, não se deve “retirar” o bolor e consumir o resto do queijo
– Não fazer o recongelamento do queijo. Uma vez descongelado, consumir

Na geladeira:
Colocar o queijo em uma vasilha com tampa; por uma película de plástico vedando o recipiente para evitar contato do ar e, por último, fechar a vasilha com a tampa.

Fonte: Ciclo Vivo
Compartilhe este artigo :
 
BLOG - JEFTE NEWS 2013
Blog Filiado a Rede Sertão-PB